Saiba como prevenir o câncer de pele

Postado em 27/11/2018

Saiba como prevenir o câncer de pele O câncer de pele é o tipo mais comum de câncer e corresponde a cerca de 30% dos casos diagnosticados.

O excesso de exposição ao sol e a exposição sem a devida proteção são os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de pele. É importante que a proteção solar seja um hábito desde a infância, quando é mais comum permanecer longos períodos sob o sol. Apesar de ser o tipo mais comum de câncer, se diagnosticado precocemente, o câncer de pele tem baixos índices de mortalidade e aproximadamente 90% dos casos são curados com o tratamento adequado.

Use protetores solares

O uso dos filtros de proteção solar é imprescindível para a prevenção do câncer de pele, devendo ser usados sempre. É recomendado proteger-se das radiações ultravioletas A (UVA) e B (UVB) mesmo em dias nublados. O protetor solar deve ser aplicado, pelo menos, 30 minutos antes da exposição ao sol e reaplicado após 2 horas ou depois de entrar na água.

Caso não seja possível evitar os horários de alerta, além dos filtros solares, é recomendado utilizar proteções físicas. Chapéus, óculos e roupas com proteção contra a radiação ultravioleta são itens que podem ajudar na prevenção do desenvolvimento do câncer de pele.

Conheça os horários adequados

Se possível, evite se expôr ao sol entre 10 e 17 horas, horários mais quentes e de maior intensidade de radiação. A radiação solar nesse período pode causar envelhecimento precoce e aumentar o risco de desenvolvimento do câncer de pele. Os banhos de sol estão associados à produção de vitamina D pelo corpo, que ajuda no fortalecimento dos ossos, mas devem, preferencialmente, ocorrer antes das 10 ou após as 17 horas.

Evite o bronzeamento artificial

Em 2009, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou as câmaras de bronzeamento artificial como agentes cancerígenos, assim como o cigarro e o sol. As lâmpadas ultravioletas deixam a pele mais escura mais rápido, porém, a alta exposição aos raios UVB e UVA emitidos pelas câmaras pode provocar danos à pele e contribuir para o desenvolvimento de câncer. Se iniciado antes dos 30 anos de idade, o risco do desenvolvimento aumenta em 75%, além de provocar o envelhecimento precoce da pele.

Faça exames regularmente

Verificar o aparecimento de novas pintas e sinais, ou de manchas diferentes pelo corpo, pelo menos uma vez por mês, pode ajudar no diagnóstico precoce do câncer, possibilitando que o melhor tratamento possível seja logo oferecido, aumentando as chances de cura. Os sinais do câncer de pele podem ter bordas irregulares, formar “cascas”, sangrar e não cicatrizar, mudar de cor e tendem a aumentar de tamanho. Caso identifique algum sinal ou desconfie de alguma anomalia em sua pele consulte um(a) dermatologista.

 

CORP-1272663-0000 PRODUZIDO EM OUTUBRO/2018 VÁLIDO POR 2 ANOS

Chat