6 fatores que tornam mais difícil perder a barriga

Se dieta e exercícios não estão funcionando para diminuir a sua cintura, talvez alguns fatores podem estar atrapalhando a sua missão

Se dieta e exercícios não estão funcionando para diminuir a sua cintura, talvez alguns fatores podem estar atrapalhando a sua missão

Reduzir a gordura abdominal vai além de uma preocupação estética, já que o excesso de gordura na região e, principalmente, o de gordura visceral (aquela que envolve os órgãos), pode ser precursor de doenças cardíacas, diabetes tipo 2, resistência à insulina e alguns cânceres. Se dieta e exercícios não estão funcionando para diminuir a sua cintura, talvez alguns fatores podem estar atrapalhando a sua missão. Veja alguns deles abaixo:

  • Idade: à medida que envelhecemos, o metabolismo tende a desacelerar e o número de calorias de que o corpo necessita para funcionar diminui. Além disso, as mulheres ainda são afetadas pela menopausa e suas alterações hormonais, que contribuem para que a gordura se acumule na região da barriga.
  • Tipo de treino: só fazer exercícios aeróbicos pode não ser o suficiente para perder a barriga. O ideal é combiná-los com treinamentos de força, pois quanto mais músculos você tiver, mais calorias queimará por dia e será mais fácil diminuir a quantidade de gordura corporal.
  • Alimentação: comer muito alimento processado (com farinha branca e açúcar refinado) aumenta a inflamação no corpo, que, segundo pesquisas, está associada à gordura abdominal. Por isso, quanto mais alimentos processados você comer, mais difícil será se livrar da gordura. Em vez disso, dê preferência a alimentos naturais como frutas, verduras, legumes e grãos integrais, que são ricos em antioxidantes e têm propriedades anti-inflamatórias.
  • Estresse: além da maior tendência a comer alimentos com alto teor de açúcar e gordura em períodos estressantes, o cortisol, o hormônio do estresse, contribui para aumentar a quantidade de gordura corporal, principalmente a visceral. Desta forma, é muito mais fácil ganhar centímetros do que perdê-los quando se está estressado.
  • Falta de sono: dormir 5 horas ou menos por noite atrapalha o metabolismo de várias formas, podendo até aumentar a tendência a ganhar peso ou dificultar o emagrecimento. Fazer o possível para dormir mais vale a pena, não só para a sua forma física, mas para a sua saúde em geral, que pode ser bastante prejudicada pela falta de um descanso apropriado.
  • Predisposição genética: quem tende a acumular gordura no abdômen, em vez de nas coxas e nos quadris, pode ter uma predisposição genética a ter o corpo em forma de maçã, o que torna mais difícil (mas não impossível) ter uma barriga mais lisa.

 

CORP-1162377-0014 PRODUZIDO EM AGOSTO/2016 VÁLIDO POR 2 ANOS

Chat