A convivência com os animais de estimação e as alergias respiratórias

Aprenda a reduzir os riscos de uma reação alérgica ou crise de asma

Aprenda a reduzir os riscos de uma reação alérgica ou crise de asma

Um animal de estimação pode tornar-se o pior inimigo de quem sofre de asma, rinite ou alergias, pois a combinação de pelo e pele pode desencadear ataques de asma e reações alérgicas.

Alguns médicos recomendam que as pessoas que sofrem dessas condições evitem animais de estimação. Contudo, existem algumas maneiras de reduzir o risco de uma reação ou ataque.

  • Se possuir um jardim ou pátio, mantenha o animal o máximo de tempo possível lá e não dentro de casa. Se esse não for o caso, impeça-o de entrar nos quartos onde as pessoas com asma ou alergias dormem.
  • Mantenha os animais longe de carpetes e cobertores, pois os alérgenos propagam-se com mais facilidade nestes, e evite ainda que ocupem o sofá.
  • As mantas e as almofadas do animal devem ser lavadas e aspiradas regularmente. Não se esqueça que também devem ser feitas limpezas gerais com a maior frequência possível, para manter um nível baixo de alérgenos no ambiente.
  • Existem animais cuja quantidade de alérgenos é muito menor que a dos cães e gatos, como os animais de gaiola: porquinhos da Índia, coelhos, hamsters e pássaros. Caso tenha asma ou alergia, informe-se sobre qual é o melhor animal de estimação para você.

 

CORP-1162377-0015 PRODUZIDO EM SETEMBRO/2016 VÁLIDO POR 2 ANOS

Chat