Você conhece todos os exames que medem a glicemia?

Além dos testes caseiros para medir a glicemia, existe o exame A1C

Além dos testes caseiros para medir a glicemia (nível de açúcar no sangue), existe o exame A1C, que também pode ser chamado de teste de hemoglobina glicada. O A1C é um exame feito em laboratório a partir do sangue.

O exame A1C mostra a média da glicemia nos últimos 2 ou 3 meses, e ajuda o paciente e o médico a saberem se ela está sob controle durante certo período de tempo.

Os resultados do exame A1C ajudam a verificar a eficiência do tratamento do diabetes. Para muitas pessoas com diabetes, o ideal é ter um nível de A1C menor que 7%, mas algumas podem ter metas maiores ou menores. O médico é quem estabelece qual o nível adequado para cada pessoa.

Fazer o exame A1C dá uma ideia melhor:

  • Sobre a eficiência do tratamento ao longo do tempo.
  • Sobre o controle da glicemia.

 

O A1C e o teste diário de glicemia

Os testes caseiros com medidores de glicose e o exame A1C são diferentes. O autoteste com o medidor mostra a glicemia no momento do teste e o exame A1C mostra uma estimativa do controle da glicemia durante um período de tempo mais longo (2 ou 3 meses, por exemplo). Tanto o autoteste quanto o A1C são necessários para ajudar o médico e o paciente a entenderem como o plano de tratamento está funcionando, bem como se a glicemia está controlada.

Uma das metas principais do tratamento do diabetes é manter a glicemia sob controle. Isso pode reduzir o risco de desenvolvimento de outros problemas cardíacos.

Se o nível de A1C estiver maior que a meta, o médico pode mudar o plano de tratamento do diabetes. O risco de ter outros problemas de saúde relacionados ao diabetes aumenta quando os níveis de A1C estão mais altos.

 

Como prevenir a glicemia elevada?

São algumas maneiras de diminuir a glicemia:

  • Ser ativo. É importante conversar com o seu médico antes de fazer mudanças em seu nível de atividade.
  • Comer alimentos saudáveis, incluindo frutas e vegetais, grãos integrais, carnes magras, peixes e laticínios desnatados.
  • Perder peso, se necessário.
  • Tomar os medicamentos prescritos de acordo com as orientações do seu médico.
  • Verificar a sua glicemia com a frequência recomendada pelo seu médico e discutir com ele os resultados em cada consulta.

Se a sua glicemia estiver muito alta, converse com o seu médico e pergunte que mudanças podem ajudá-lo a alcançar o controle.

 

Para mais informações sobre o diabetes acesse:

http://www.diabetes.org.br/para-o-publico/

http://www.anad.org.br/o-que-deve-saber-sobre-diabetes/

 

 

CORP-1224201-0000 PRODUZIDO EM JULHO/2017 VÁLIDO POR 2 ANOS

Chat