8 dicas para fazer as crianças comerem melhor

Para muitos pais a hora da refeição é marcada por discussões e choradeira dos filhos, que se recusam a comer. Mas nem sempre precisa ser assim.

Para muitos pais a hora da refeição é marcada por discussões e choradeira dos filhos, que se recusam a comer. Mas nem sempre precisa ser assim.

Para muitos pais a hora da refeição é marcada por discussões e choradeira dos filhos, que se recusam a comer. Mas nem sempre precisa ser assim. Com paciência e estratégia é possível avançar aos poucos no caminho de uma alimentação mais saudável para seus filhos. Veja algumas dicas abaixo:

  • Continue oferecendo comidas saudáveis, mesmo após a primeira recusa. Ofereça frutas, vegetais e outras comidas em outras refeições, mas sem pressão. Uma hora é possível que a criança experimente.
  • Ofereça opções. Se seu filho não gosta de tomate, tente oferecer uma cenoura, por exemplo. Dando opções com diferentes cores e sabores, é mais fácil de achar algo que o seu filho goste ou que esteja mais aberto a experimentar.
  • Envolva a criança na compra e preparo dos alimentos. Muitas crianças ficam mais abertas a experimentarem comidas que elas ajudaram a escolher ou a preparar. Você pode ver dicas mais específicas sobre como envolver as crianças na cozinha clicando aqui.
  • Limite os alimentos fora das refeições e siga uma agenda. As crianças precisam comer até seis vezes por dia (3 refeições e 2 ou 3 lanches), mas muitas crianças beliscam tanto que ficam sem fome nas refeições principais. Siga uma rotina para que seu filho, mesmo que pule uma refeição, saiba quando será a próxima.
  • Ofereça lanches saudáveis. Ao invés de oferecer biscoitos recheados, bolos e outros tipos de alimentos com muito açúcar e gorduras, prefira alimentos naturalmente doces como iogurtes desnatados e frutas como banana, uva, maçã, etc. Se você não quer que seu filho coma um determinado tipo de alimento, não o tenha em casa para não despertar desejos.
  • Não use sobremesa como forma de barganha ou recompensa. Usar doces dessa forma só incentiva seu filho a valorizar mais os doces do que os outros alimentos. Tire o foco da sobremesa.
  • Resista ao desejo de fazer uma comida especial para o filho que não come nada. Ao invés disso, ofereça os mesmos pratos para a família inteira. Mas tente fazer pelo menos uma coisa que você sabe que seu filho goste.
  • Dê um bom exemplo. Com crianças não adianta dizer uma coisa e fazer outra, elas copiam a maneira como você se comporta.
Chat